Loja no Instagram: aprenda como marcar seus produtos

Loja no Instagram: aprenda como marcar seus produtos

por Ana Raissa • há 8 meses

De acordo com a Camila Coelho, uma das creators do Instagram, já faz parte do dia a dia dela utilizar a rede para mostrar inspirações, principalmente em relação ao seu estilo pessoal. A verdade é que o hábito de consumo da influencer é o retrato da grande parcela de usuários do aplicativo.

É assim que muitas pessoas hoje enxergam o Instagram: uma grande porta para inspiração de vida e desejos materiais. Com a função de loja ativa aqui no Brasil, as marcas deixam de ser desejos de compradores para se tornarem realidade em poucos toques do celular. A finalização de compras dentro do aplicativo muda completamente a forma com que passamos a enxergar as oportunidades de venda na rede.

Então, se você possui um perfil de marca ou produto e quer aumentar as suas vendas, fique de olho que esse passo a passo foi criado especialmente pra você.

O que é o recurso de loja?

O recurso de loja foi lançado primeiro nos Estados Unidos para finalmente ganhar o mundo e levar para as contas de marca mais uma oportunidade de vender dentro do aplicativo: a marcação de produtos nos próprios posts.

Com a marcação, é criada uma ligação entre a venda de um produto físico ou serviço com as publicações que você já disponibiliza no Instagram. Imagine o cenário: você, que possui um e-commerce, pode passar a trabalhar com aquisições reais no Instagram, da forma mais orgânica possível, sem precisar levar o cliente para várias páginas externas. Tudo isso por meio da implementação de uma simples tag no seu produto.

Parece um sonho, não é mesmo?

 

Onde posso usar o recurso de compra?

Atualmente, este recurso está disponível para contas de negócios no Instagram, que estão localizadas em países autorizados pela plataforma. Com ele, você poderá marcar imagens publicadas tanto no Feed quanto nos Stories. Ou seja, visibilidade em dobro!

Antes de iniciar todo o seu processo, lembre-se de dois passos super importantes:

 

 

Primeiros passos para aprovar sua conta

Para fazer esse tutorial, criamos uma conta do zero (@MyTshirt77), inicialmente com conteúdo exclusivo e informações específicas que um negócio real deve ter para conseguir a aprovação da loja.

Sabemos o quanto o Instagram ainda é dependente das informações que compartilha com o Facebook, então o passo mais importante para a aprovação começa fora do aplicativo, criando um catálogo. De acordo com o próprio aplicativo, este catálogo pode ser criado e administrado pelo Gerenciador de Negócios, por uma página de loja do Facebook ou por outras plataformas, como o BigCommerce, Shopify e NuvemShop.

Vamos te ensinar a criar nos três formatos e ainda adicionar um método de pagamento da forma mais fácil possível.

Criando um catálogo pela Fanpage

O nosso primeiro passo foi criar uma fanpage onde pudéssemos adicionar o recurso de loja. Algumas contas já vem com ele habilitado na barra lateral, mas caso a sua página não tenha, clique em Configurações. Em seguida, selecione Modelos e Guias.

Clique em Adicionar uma guia e a opção de loja estará lá esperando para ser ativada.

Após adicionar esta guia, você precisa ativar a função que a deixa visível na página. Depois disto, todo o processo está pronto para ser iniciado.

A aba de loja fica visível na página inicial, bem no canto direito.

Antes de iniciar o processo de preenchimento de catálogos, você precisa configurar a seção Loja pelo Facebook, que é basicamente a reafirmação de que você concorda com todos os Termos e Políticas do Vendedor pelo Facebook.

Após clicar em continuar, você terá duas opções para finalização de compra: as pessoas podem entrar em contato para comprar o produto ou finalizar o processo através de um link externo.

Para fechar negócios com mais facilidade, sugerimos que você utilize a opção de link externo, que processará todo o seu pagamento sem que você precise entrar em contato com o cliente para enviar um boleto ou um link de pagamento.

Atenção: A opção de Mensagem para comprar não enquadra o seu negócio na no módulo de marcações do produto no Instagram. Ao selecionar a forma de fechamento de negócios, você não poderá trocá-la a não ser que exclua e refaça todo este processo novamente, ok? Então escolha com certeza.

Após escolher a moeda, a sua loja estará pronta para receber produtos.

Criando catálogo pelo Gerenciador

Esta é a forma de utilizar o catálogo que mais indicamos. Até porque, ainda não sabemos ao certo quais são os critérios específicos para que uma conta seja aprovada como loja, mas acreditamos que o quanto mais próximo a uma conta de negócios ela for, mais fácil seja a aprovação.

Capu

Por isso, ao utilizar o Gerenciador de Negócios, clique em Configurações de Negócio e em seguida selecione a opção de Origem de Dados. Você verá diversas opções, mas a que você procura é Catálogos.

Caso você não possua nenhum catálogo, clique em Adicionar, que fica exatamente no botão central da página.

Escolha a opção Criar um novo catálogo e adicione as informações desejadas para os produtos.

Lembre-se: por mais que o gerenciador permita diversas categorizações, algumas delas estão indisponíveis para a nossa região. Então não esqueça de confirmar nas Políticas de Publicidade do Facebook antes de criá-las.

 

Em seguida, é hora selecionar as pessoas que terão acesso ao gerenciamento de anúncios e produtos dentro daquele catálogo. Ao escolher, clique em Atribuir e siga para o Gerenciador de Catálogos.

Perceba que, ao selecionar a aba de Produtos no canto esquerdo, você será direcionado para uma página praticamente em branco. Clique na opção de Adicionar produtos bem no centro da tela.

Você receberá três opções: adicionar manualmente, usar o feed de dados ou com a conexão do pixel do Facebook instalada no seu e-commerce.

Atenção: o uso de feed de dados é indicado para pessoas que possuem mais de 50 produtos já catalogados.

Clique em Adicionar Manualmente e carregue todas as informações sobre o seu produto, como a imagem, nome e descrição para venda.

Nesta etapa, você também pode adicionar o preço e o link para fechamento de compra, mas te ensinaremos como fazer isso em um próximo tópico.

Após finalizado, o gerenciador de catálogos vai te dar duas opções: concluir ou continuar adicionando novos produtos.

Criando catálogo de e-commerce

Através de lojas virtuais como o Shopify, BigCommerce ou NuvemShop, você também pode fazer esta interligação. É que cada uma delas possui um plugin específico para as redes sociais, como Facebook e Instagram.

No Shopify, por exemplo, podemos criar uma conta gratuita por até 14 dias para ativar uma loja, inserir produtos e adicionar os plugins das redes sociais.

Depois de confirmar os plugins, você poderá usar os links da loja para finalização de compra de produtos.

Update: nessa modalidade, você pode criar catálogos e subir vários produtos de uma só vez, diferente da forma anterior, em que só é possível carregar um produto por vez.

Adicionando link de pagamento

Os links de fechamento de compra são uma parte super importante do seu catálogo, afinal, é com eles que o consumidor vai conseguir mais informações sobre o produto e você poderá fechar as suas vendas dentro do Instagram.

Você é um vendedor e já tem um e-commerce montado? Melhor ainda! É que o link do seu produto naquela página pode se tornar o link de informações da sua marcação. Basta adicioná-lo em Link do Site, dentro das informações do catálogo.

Mas se você quer mesmo criar um link de pagamento do zero, faça um cadastro super rápido pelo PagSeguro. Pelo sistema deles, o Pag.ae, é gerado um link de pagamento em poucos minutos.

Acesse o site do PagSeguro para criar uma conta de negócios. Nela, você deve colocar seus dados e a categoria do seu negócio.

Após ativar a conta, selecione a opção de Produtos PagSeguro, refaça o login e acesse a tela de Venda Rápida.

Crie uma venda simples, especificando apenas o produto e o valor dele. Caso você precise de mais informações, como endereço do cliente, é só marcar Sim na parte inferior.

Venda rápida criada, na tela surgirão as informações detalhadas. Desça um pouco para selecionar o link. É com ele que você fechará a etapa de catálogos e poderá adicionar o método de pagamento dos produtos.

Marcando produtos no Instagram

Vamos à parte que interessa. Com o seu catálogo criado e contas necessárias vinculadas, todo o processo vai ser feito dentro do Instagram agora.

No canto direito da tela, clique na aba de configurações e selecione a opção de Empresa. Dentro dela, você verá outros recursos disponíveis para a sua conta, como a ativação de respostas rápidas, selecione a opção de Compras para iniciar o processo.

Pronto. Ação concluída com sucesso! Agora a sua conta será avaliada pelo time do Instagram para saber se atende a todos os critérios para implementação de loja. O processo de aprovação pode demorar um pouco. Então, é possível que você tenha de esperar algumas semanas.

Caso a sua conta já esteja liberada, a próxima aba mostrará os catálogos que já foram criados. Selecione o catálogo que deseja para concluir a vinculação dele à loja do Instagram.

Agora, é só tentar realizar um novo post, seja no Feed ou Stories para selecionar a opção de Marcar produtos. Na publicação do Feed, ela aparecerá bem abaixo do conteúdo e da marcação de pessoas. 

Já nos Stories, ele estará na aba de adesivos.

Dicas importantes

As contas de loja estão passando por um processo muito criterioso no momento e, caso você tenha sido rejeitado, o Instagram não permitirá novas análises.

Por enquanto, não sabemos quais são os critérios de aprovação e desaprovação de uma conta para lojas, além das diretrizes citadas nas políticas. Muitas vezes, podemos seguir direitinho tudo o que o Instagram pede e mesmo assim sermos barrados. É por isso que separamos algumas dicas que foram úteis durante o nosso teste:

  • A conta do Instagram deve ser uma conta de negócios e estar vinculada à uma página do Facebook;
  • A sua conta no Instagram deve ter conteúdos e bastante atividade antes de solicitar a análise para loja. Ou seja, poste bastante e tenha interações reais com seus seguidores antes de fazer a solicitação.
  • O conteúdo de ambas as contas deve ser real e bem trabalhado para o caso de análises manuais;
  • Ter produtos físicos como categoria de venda também conta para o processo;

Conclusão

O processo inteiro pode levar algum tempo. Mas, acredite, vale a pena pra caramba. Com o recurso de vendas pelo Instagram, a sua estratégia digital toma um novo rumo e, no fim das contas, levar um cliente para a etapa final de compra do seu negócio fica bem mais rápido.

O que antes precisava de cinco ou seis abas em um navegador, agora só precisa de poucos cliques dentro de uma rede em que ele gasta (até mesmo sem perceber) a maior parte do tempo.

Já tentou utilizar o recurso? Deu certo? Conta pra gente nos comentários!